4 segredos práticos para ser um formador de opinião

Neste artigo farei uma abordagem mais generalizada e explicarei de forma simples e fácil, como você pode construir uma reputação sólida em torno da sua capacidade de tornar-se um formador de opinião.

Para transformar o seu negócio em referência e ser formador de opinião dentro do universo de seu segmento, é importante investir em algo que há muito tempo vem sido comentado como o rei de qualquer estratégia, conteúdo. Além do conteúdo, existem outros caminhos para o destaque, mais saiba que, a produção de conteúdo sempre é a mais interessante.

Antigamente, com o restrito acesso aos canais e veículos de comunicação, a produção de conteúdo era restrita à empresas com altos orçamentos de mídia, à veículos de massa, imprensa e editoras. Hoje com a revolução digital, o rápido e fácil acesso às informações em rede, transformou as relações humanas, principalmente no que se refere à criação de conteúdo e formar opinião. Criar conteúdo tornou-se o diferencial para empresas e profissionais que atuam em segmentos altamente competitivos e principalmente, que apostam na criatividade.

Desde o mercado eletrônico até o Seu Manoel da padaria da esquina, todos podem produzir conteúdo. Muitos pensam pelo viés de que seu negócio não precisa disso, que seria mais uma atividade para se gastar tempo e dinheiro, nem sempre terão assuntos bons o suficientes, enfim, desculpas ouve-se várias. Mas vejamos como o mercado tem se comportado e, principalmente, como o marketing tem evoluído nesse sentido.

A acessibilidade à informação vem favorecendo dois fatores importantes: o poder de escolha e o senso crítico, e isso mudou a forma como nos relacionamos com os formadores de opinião. O que há 10 anos poderia funcionar, já não se mostra eficiente. Empresas e marcas que gastam tempo e dinheiro para comunicar certos valores que não praticam, só conseguem uma coisa: gerar crises fortes envolvendo sua audiência. Então como podemos resolver a dissonância entre discurso e prática, principalmente, quando nos colocamos ao posto de querermos nos tornar formadores de opinião e líderes de mercado?

Já faz algum tempo, que quem trabalha com comunicação e tecnologia ouve termos conhecidos como conhecimento comunitário. O poder do conteúdo vem crescendo exponencialmente conforme a internet e novas tecnologias ganham corpo. Fóruns, blogs, canais de vídeo, enfim, hoje existem empresas completamente focadas na produção de conteúdo, formando opinião de diversos profissionais do mercado, como a iMasters e o Porta dos Fundos. Não importa, conteúdo inédito e de qualidade, que diverte e que informa. Saber que isso é importante, é o primeiro passo para iniciar o processo.

Para conseguir estruturar este artigo, dediquei um tempo à mais ao seu planejamento.

Desde o brainstorming até o material finalizado fui criterioso, para não falar nada errado ou fora de contexto. Primeiro, escrevi num papel as palavras-chave que pensei durante o brainstorm, após isso abri o Cmap Tools e montei um mapa mental para facilitar a forma de estruturação e até de demonstração do material. Cada cor no mapa mental representa um caminho para o objetivo, que é destacar-se como formador de opinião.

 

Agência Elemento Mapa Mental de Conteúdo Feito com Cmap Tools

 

1. Formador de opinião com produção de conteúdo

Como já expliquei acima, conteúdo é rei, seja em qual canal for. Produzir seu próprio conteúdo abre caminhos e principalmente demonstra conhecimento de causa. Pessoas que buscam informações relevantes perceberam quando o seu conteúdo chegar às mãos delas, seja um artigo no Blog, um vídeo no YouTube ou um Podcast.

Além de todos os fatores já discutidos aqui, boa produção de conteúdo abre o caminho para outra forma de se destacar: Ensinando. Seu conteúdo é gratuito, mas como todo bom vendedor, não entrega seu segredo tão fácilmente. Com a internet a educação ganhou novos patamares, e o ensino à distância já é uma realidade. Você entende muito de composição, tratamento de imagem, lettering, enfim…ensinar é para todos, desde que tenha bons equipamentos para gravar e uma produção bem feita.

Lembrando que a relevância de um bom conteúdo está diretamente ligada à persistência e constância.

Ideal que se produza conteúdo inédito ao menos uma vez na semana, demonstrando que você, sua marca ou empresa estão em constante evolução e busca por aperfeiçoamento. Não é uma regar, mas é sempre bom criar o gatilho da estabilidade no seu público.

Como dizia minha avó: “Estude menino, pois conhecimento é a única coisa que você leva para sua lápide.” 

2. Formador de opinião ganha prêmios

Esse já não é segredo para mais ninguém. Ganhar prêmios lhe garante credibilidade automáticamente, não é mesmo?

Pense nos atletas que são relevantes para as suas respectivas modalidades, são sempre aqueles que estão competindo em alto nível e levando medalhas. O mesmo vale para você e sua empresa, por mais que pareça clichê. Outro exemplo bem usual, agências de propaganda e diretores de criação.

Quais são considerados os melhores? Os mais premiados, se for no cinema, quem ganha Oscar.

Procure ser sempre lembrado como alguém que está competindo por prêmios, mas não para alimentar o ego, sim para fazer o recall de alguém competitivo e de qualidade. Além de ser uma forma de se construir como formador de opinião; ajuda a desenvolver seu branding.

3. Formando opinião endossando marcas

Endosso realmente é algo comum para produtos. Celebridades e grandes marcas assinam peças de roupa, perfumes, carros e outros demais produtos.

Pensando pela forma de tornar-se relevante para alguém, esse é um passo à frente. Para endossar algo, precisamos já ser conhecidos, ao menos em nosso nicho de atuação. Se ninguém conhecesse o Rock In Rio, quem compraria um carro assinado com essa marca?

Mas ainda assim, endossos garantem uma sobrevida na relevância de sua imagem. Lembrando apenas que endossar por endossar pode lhe trazer problemas, então quando endossar um produto use-o. Fora isso, parecerá estratégia fajuta e aos olhos de alguns, pode parecer picaretagem.

4. Formando opinião destacando-se no mercado

Destacar-se em seu nicho de mercado já é um ponto automático. Não que você será relevante para muitas pessoas, ou que uma grande emissora de TV irá te contratar. Longe disso. A verdade é que, destacar-se em seu nicho garante a credibilidade entre aqueles que realmente lhe interessa.

Seu público é segmentado ao extremo, facilitando assim o consumo de seu conteúdo. Mas existe um risco nesse ponto. Você precisa realmente estar preparado, pois qualquer deslize é o suficiente para lhe transformar em charlatão. O risco de se envolver com uma audiência especializada é que muitas vezes seus questionamentos e anseios podem se tornar um vórtex que lhe obrigará a passar muito e muito tempo estudante e planejando assuntos que poderiam ser superficiais.

Obrigado por ler! 🙂 Se você gostou desse artigo, fale comigo no Instagram | LinkedIn | Facebook | Twitter
Inscreva-se na newsletter da Elemento AQUI

By | 2018-02-27T21:03:34+00:00 dezembro 24th, 2014|Business, Marketing, Publicidade|3 Comments

About the Author:

Business = Hustler, Designer = Hipster. CEO da Agência Elemento, um cara que ama conteúdo, aprendizado e New York City.