O que é Design Thinking e como pode ajudar minha empresa?

Como fazer para resolver o problema de um cliente e ainda encontrar uma ideia que seja, ao mesmo tempo, simples e inovadora? Bem, provavelmente essa deve ser a pergunta milionária que quase todos empresários do mundo correm atrás para tentar responder. No entanto, apesar de nem todos conseguirem respondê-la, existe uma metodologia que tem ajudado diversas empresas.

Esse sistema ajuda a encontrar novas formas de produzir e planejar seus produtos e serviços com soluções mais assertivas aos clientes. Tudo isso, consequentemente, causa melhorias também para a equipe. O nome desta metodologia é Design Thinking. Mas claro que você irá ser perguntar “mas o que é Design Thinking afinal”? Portanto, atente-se e descubra a seguir o que isso representa, bem como quais benefícios ele pode trazer à sua empresa!

O que é o Design Thinking?

Apesar de não ter sido criado por ele, o conceito do Design Thinking foi popularizado por Tim Brown, presidente da empresa de consultoria em design IDEO. Em seu livro “Design Thinking – Inovação em Negócios”, Brown não apenas apresenta essa metodologia, como também ensina como aplicá-la no dia a dia das empresas.

No ponto de vista do autor, ao adotar a forma dos designers de ver o mundo — que busca unir beleza, função e aceitação de mercado em seus trabalhos —, as empresas poderiam criar produtos e serviços melhores. Tais seriam focados no bem-estar de seus clientes e ainda promoveria a interação entre as equipes de diversos seus setores. Mas, como isso seria possível?

Como funciona a metodologia?

Bastante otimista, essa metodologia consiste em passar uma determinada ideia por algumas etapas que, por lidar com filtros e prototipações, tornaria mais fácil sua aplicabilidade no mundo real. Conheça essas etapas:

  • A perspectiva do problema: nessa etapa, é importante saber ao certo qual é o real problema, em qual ambiente ele está colocado e depois identificá-lo.
  • As raízes do problema: depois de identificar o problema, o próximo passo é entender suas causas e o que ele tem causado.
  • Brainstorm: quem trabalha com publicidade costuma conhecer muito bem essa etapa. Nela, toda a equipe deve pensar em soluções para resolver o problema levando em conta todos os seus enraizamentos. E vale qualquer ideia mesmo!
  • Misture algumas ideias: bem, agora que você tem todas as ideias em mãos, é hora de escolher as melhores e até mesmo misturar algumas em busca da melhor solução.
  • Prototipe: ao encontrar qual será a melhor solução para um problema, inicia a transformação daquele produto ou serviço em um protótipo. Isso é feito com a finalidade de entender como ele irá funcionar na prática e quais outros pontos podem aparecer no processo de produção. Por isso, é importante não sair dessa fase até tudo estar realmente funcionando.
  • Ponha a ideia para funcionar: agora que você tem um protótipo funcionando em mãos, é só dar início a sua produção e iniciar suas vendas.

O que as pequenas empresas têm a lucrar com o Design Thinking

Por focar no usuário final e em produtos e serviços produzidos depois de vários testes, o Design Thinking é uma ótima saída para as pequenas empresas que buscam encontrar e vender soluções diferentes daquelas mais difundidas no mercado, afinal, é nessa diferença que mora o seu potencial. Portanto, ao analisar o que o cliente vê de problemático em determinado produto ou serviço, elas podem produzir novos itens que resolvam a vida do usuário final mais rapidamente do que fariam as grandes marcas.

Como foi mostrado ao longo desse texto, o que é Design Thinking senão uma ótima metodologia que pode ser aplicada o quanto antes em sua empresa? Afinal de contas, com foco na qualidade do produto ou serviço, essa maneira de pensar também tem se mostrado ser bastante simples, inovadora e capaz de entregar exatamente aquilo que o seu cliente deseja. Pois no fim, não é exatamente isso que sua empresa deseja fazer?

Agora que chegamos ao final, aproveite para contar para gente aqui nos comentários o que você achou do artigo e o que pensa a respeito dessa metodologia. Viu benefícios da aplicabilidade dela em sua companhia? Participe da conversa!

By |2015-10-13T14:59:53+00:00outubro 13th, 2015|Criatividade, Design|0 Comments

About the Author:

Business = Hustler, Designer = Hipster. CEO da Agência Elemento, um cara que ama conteúdo, aprendizado e New York City.