Guia Completo: Planejamento Financeiro para E-commerce

O empreendedorismo é algo que nunca para, a cada dia que passa, nos deparamos com pessoas empreendendo das mais variadas formas. Embora não seja mais uma novidade, o e-commerce é um dos tipos de empreendimentos que mais crescem no Brasil e no mundo.

De acordo com especialistas, isso ocorre devido a economia que esse tipo de negócio traz ao empreendedor, eximindo-o de gastos clássicos como aluguel, energia elétrica, água e até mesmo linha telefônica por exemplo.

No entanto, não é pelo simples fato de seu negócio ser um e-commerce que ele não precisa de um planejamento financeiro. Embora esse tipo de planejamento seja relativamente diferente do que ocorre em um comércio físico, ele é de suma importância. E é sobre isso que o artigo de hoje fala.

Se você já possui ou então está pensando em abrir um e-commerce, não deixe de ler esse artigo até o final.

Fases de planejamento financeiro para e-commerce

Ter o controle financeiro detalhado sobre sua empresa, seja ela física ou virtual é fundamental para que essa cresça com saúde e gere lucros e frutos, a seguir, mostraremos os principais passos para que seu e-commerce viva de modo rentável e satisfatório.

 

  1. Mapeie os custos

Ter conhecimento dos gastos fixos de sua empresa é fundamental para que ela não quebre. A primeira fase disso, é entender quais são as necessidades do seu negócio, e como está sua saúde financeira.

Stephen Curry concorda com você e seu planejamento financeiro

 

Além dos gastos físicos, um erro de custos que todos os iniciantes cometem é não levar em consideração a necessidade de um capital de giro. É comum empresas quebrarem por não lembrar de incluir o capital de giro no mapa de custos.

Esse problema pode ser solucionado com um cálculo: somando os gastos fixos da empresa e adicionando 50% a mais de capital de giro, com isso sempre haverá dinheiro para que as operações do negócio “rodem” corretamente e a empresa não quebre. A medida que o e-commerce vai crescendo, novas formas de mapeamento e controle de custos serão necessárias, como softwares e profissionais especializados no assunto para integrar a equipe.  

 

  1. Calcule um ponto de equilíbrio

 

Para saber realmente se o negócio se mantém, ou não, é necessário calcular um ponto de equilíbrio. Embora soe como algo relativamente pífio, é comum e-commerces quebrarem por ignorar esse simples cálculo.

Para saber o ponto de equilíbrio é necessário somar os gastos fixos (que foram previamente mapeados pelo empresário). Caso essa soma ultrapasse o valor previsto de vendas, então é necessária uma reorganização global do negócio.

O valor final da soma dos gastos fixos deve fornecer fôlego para que a empresa possa se desenvolver, principalmente em curto e médio prazo. Uma pergunta que todo empresário, principalmente de e-commerce deve fazer é: “Minha empresa possui/possuirá capital próprio para crescer?” Se a resposta for negativa, é necessário redimensionar o negócio.

  1. Saiba qual é sua margem de lucro

A velha máxima de que menos é mais é muito importante, principalmente no começo do seu negócio. No início, vender produtos com preços menores e ganhar na quantidade pode ser uma ótima ideia para quem busca sair do vermelho de maneira planejada.

Precificar os produtos de modo guiado pelo valor agregado também é uma boa ideia. Kits, normalmente vendem grandes volumes sem que haja grande diminuição de valores. Além do mais, é necessário ter humildade, olhar os produtos à venda e se autoquestionar “O que meu produto possui de diferente para custar mais?”.

E claro, o mais importante, ao saber sua margem de lucro, não comercialize nada abaixo dela.

Dica de Leitura

Se quiser garantir um planejamento financeiro eficiente e perene, nossa dica fica com a leitura do consultor norte-americano Bob Fifer. Dobre Seus Lucros é uma obra forte, o livro de cabeceira de Marcel Telles da Ambev e leitura obrigatória para todo gestor financeiro que deseja realizar um planejamento financeiro realista e eficiente, seja para e-commerce ou qualquer outro tipo de empresa.

 

  1. Estabeleça metas

O empresário de e-commerce deve trabalhar com três cenários distintos na hora de planejar suas vendas e traçar metas, são eles:

  • Otimista;
  • Provável;
  • Pessimista.

Nesses três diferentes cenários é importante os seguintes questionamentos: Quando o ponto de equilíbrio será alcançado, o que torna minha operação insustentável?

Quando a resposta for indesejada, o empresário deve se questionar se existe maneiras de virar o jogo e se existe verbas extras que possam alavancar o negócio como ações de marketing, ou se é melhor diminuir o lucro pensamento na quantidade.

Se você deseja abrir um e-commerce, e passar por essas etapas de planejamento, suas chances de êxito certamente serão maiores. Programe-se, corra atrás de seus sonhos e trabalhe duro por isso.

Gostou do artigo? Deixe um comentário ou faça um compartilhamento.

By | 2018-02-10T11:48:27+00:00 janeiro 22nd, 2018|Business, Empreendedorismo, Marketing|0 Comments

About the Author: