DNA e o redesign da identidade visual da Elemento

A Elemento iniciou suas operações em 2012 como um escritório de design gráfico. Com o passar do tempo, as demandas foram mudando a empresa amadurecendo e assim, aliando tudo à capacidade individual de nosso fundador, o posicionamento da empresa pivotou. De escritório de design para agência criativa, sim agência criativa. Quando falo em agência criativa, é porque não nos prendemos aos padrões tradicionais, buscamos trabalhar todas as disciplinas como a comunicação, o design, o marketing e a tecnologia. Tudo integrado, buscando as soluções ideias para os problemas de nossos clientes, e nossos também.

Por isso foi identificado, num trabalho de endomarketing, que com a mudança ocorrida no DNA da empresa era necessário realizar algumas alterações no material. Assim como fazemos com diversos de nossos clientes, nessa etapa de laboratório foi identificada a necessidade de redesenhar a identidade visual como um todo, começando um trabalho de branding para a agência.

Iniciando o redesign da identidade visual

Partindo daí, tudo recomeçou. Novamente o processo criativo. Voltei para a prancheta de desenho e foram diversos rafes, sem parar. De dois a três meses, estudando minuciosamente o que poderia se tornar mais impactante visualmente e que também passasse nossa essência criativa.

Então, cheguei a conclusão que deveria ter um novo logotipo, feito à mão e bem estruturado para demonstrar a evolução da empresa.

 

rafe de lettering para logotipo da elemento

 

Para o desenvolvimento da marca foi trabalhado uma estrutura seguindo o conceito já existente. O desafio esteve presente no momento em que deveria manter uma abordagem jovem, com cores diversas e que representassem o principal valor da marca: a Criatividade.

 

Dessa forma, o principal desafio técnico durante o processo criativo inteiro, foi o desenvolvimento do lettering para o logotipo. Estudei diversos estilos de caligrafia, rafeando bastante e [tentando] desenvolver um estilo próprio. Depois de algum tempo, consegui chegar num resultado que considerei bastante satisfatório.

 

Porque utilizar um logotipo customizado?

Seria irônico se não tocasse neste assunto aqui. Afinal de contas como iria convencer nossos clientes que um logotipo customizado é um produto de design altamente atrativo – e assim valorizar nosso trabalho – se nem o nosso próprio logotipo fosse custom-made? Pois é, acreditamos que educamos da melhor forma.

Nesse ponto de vista, entendemos que dar o exemplo é melhor forma de educar/evangelizar. Ao mostrarmos nossa identidade visual bem trabalhada, nosso logotipo customizado normalmente é destaque aos olhos dos nossos prospectos e clientes. Sua caligrafia, formação única, aparência feita sobre medida para nossa finalidade, são fatores que garantem personalidade a marca gráfica e que refletem a cultura da empresa. Isso é um fator importante para contextualizar a marca com o nosso público-alvo.

 

Como já é de conhecimento popular, a simplicidade é o mais alto grau de sofisticação. E é nesse mantra que tentamos manter nossas decisões de projeto.

 

Um projeto do logotipo é uma soma coletiva de decisões objetivas no processo de design. Por esta razão, um resultado final eficaz não é aquele que mesmo eu (ou algum designer da equipe) no alto da minha experiência sou capaz de prever; e muito menos o meu cliente que não tem experiência.

 

A única maneira de produzir o mesmo nível de resultados é através de uma adesão estrita a um processo testado na prática. Não pode deixar haver compromisso com o processo. O processo é o catalisador e é necessário para realizar o valor total do projeto.

 

Nós da Elemento, só estamos interessados em produzir trabalhos excelentes, e querendo ou não, deve começar pelo nosso próprio produto. Isso só é possível se houver uma relação de confiança expressa na abordagem de um cliente potencial. De uma forma ou de outra, somos seletivos nos clientes que nos relacionamos, a fim de garantir que a empresa é capaz de continuar a produzir trabalho de alto calibre.

 

Mas e o resto da identidade visual?

 

Além disso, conclui que as imagens são parte importante do desenvolvimento, um suporte imprescindível que ajuda a comunicar muito com pouco. Nossa essência sempre foi cultural, e por isso, todas as imagens remetem a manifestações diversas da cultura nativa – de diversos países – de animais e povos indígenas, que me faz remeter por diversas vezes aos elementos naturais.

 

grid e lettering com estrutura gráfica da agência elemento

 

Como já explicado na história da Elemento, os cinco elementos do Bushido e da cultura nativa norte-americana, cativaram a minha atenção por seus valores de conduta e explicações, muitas vezes, extra-sensoriais. Esse paralelo foi levado por mim para o mundo do design e da comunicação, e assim nasceu o nome Elemento. Em nosso material gráfico, remontado após o redesing da identidade visual, reflete bastante isso. Limpeza e certo minimalismo em cartões e papelaria. Cadernos de anotações, sketchbooks e livro prospecto utiliza imagens fortes para sua capa. Nosso site ganhou uma nova divisão e agora você tem a área institucional, de conteúdo e a loja.

Tudo isso foi aconteceu para melhorar a comunicação da marca com sua audiência, que começa a ficar mais abrangente, porém não menos acirrada. Então para um posicionamento mais eficiente, é preciso comunicar de forma efetiva todos os nossos valores: criatividade, cultura, comunicação, trabalho, autonomia e colaborativismo. O resultado pode ser conferido no nosso portfolio do Behance.

By |2015-10-11T12:08:39+00:00abril 9th, 2015|Design, Estudos de Caso|0 Comments

About the Author:

Business = Hustler, Designer = Hipster. CEO da Agência Elemento, um cara que ama conteúdo, aprendizado e New York City.