10 verdades nuas e cruas sobre criatividade

10 – Não há fórmulas. Não há caminho. Não há macete. Só há uma dica: faça mais. Só a repetição e o estresse te levam a boa ideia.

 

9 – Seu cérebro não quer ter ideias, ele quer resolver problemas. Saiba usar isso a seu favor, acredite que em 90% das vezes a melhor ideia não está nas primeiras. Talvez esteja na centésima ou a milésima.

 

8 – Todos somos criativos. O que diferencia um profissional criativo do outro é a paciência. Como disse no número 9, a ideia boa costuma aparecer no final, depois do desespero e da aflição, muitos acreditam que a boa ideia está antes pois não sabem ainda que o bom é inimigo do ótimo.

 

7 – Filtre as palestras/workshops em que você vai. Que me desculpem meus amigos que fazem palestras/workshops, mas a realidade é tão feia que a maioria dá uma maquiada nela para parecer algo filosófico e complexo. Siga as dicas mais sujas e sem graças, provavelmente, elas são as que dão resultados.

 
6 – Tenha tesão no não. Faça o inverso, em vez de comemorar algo que todo mundo gostou, comemore algo que ninguém gostou. Não há coisa tão legal para a criatividade do que ouvir não. Mas um aviso: no começo dói.

 

 

5 – Não consulte publicidade para fazer publicidade. Você vai acabar replicando o que alguém já replicou e isso é péssimo. Veja coisas diferentes. Veja coisas idiotas. Veja coisas finas. Veja tudo. Ouça tudo. Não delimite seu gosto. Ouça Axé dos anos 90 em um dia e no outro escute ópera.

 

 

4 – Diferente da quinta dica, tenha referência. Saiba o que está sendo feito. O que foi premiado, o que dá certo e o que deu errado. Não reproduza, apenas coloque na biblioteca da sua cabeça. Uma boa ideia é sempre o Frankenstein de uma infinidade de coisas.

 

 

3 – Escreva, pense e faça idiotices. A criatividade fica escondida nessas coisas que ninguém imaginava fazer, por acreditar ser uma idiotice. Sabe a ideia do Red Bull de colocar alguém para pular da estratosfera? Isso é uma ideia genialmente idiota.

 

 

2 – Lembre-se que, no caso da publicidade você tá vendendo algo por alguém e quase nunca essa maioria é publicitário. Saiba ouvir a opinião da sua vó ou do seu priminho como uma reflexão diferente de você e não de um jeito errado. São eles que compram.

 

 

1 – Tenha humildade. Essa dica parece de consenso geral, mas é extremamente direcionada ao criativo. O normal é que o criativo ache seu trabalho e potencial maior do que ele realmente é. Mantenha isso baixo, sempre. Diga para você mesmo que um dia será bom e que precisa remar até lá. E quando chegar lá, repita o processo. E tenha em mente: a melhor ideia é sempre a próxima.

 

By |2015-03-04T17:44:58+00:00novembro 6th, 2014|Criatividade, Publicidade|1 Comment

About the Author:

Redator Publicitário. Paulista nascido no Rio e criado no Espírito Santo. Bato com a parte do zíper em guerra de travesseiro. Não como pudim. Canhoto que faz cosplay de destro. Ex-dublê de cenas com salto do segundo menudo. Tomo Pepsi no copo de Coca.